Em um mundo onde as pessoas trocaram o relacionamento interpessoal por redes sociais, e que estão diante de um universo de informações tendenciosas, mentirosas, cujo o único interesse é manipular a massa, destruir a família e a Igreja, fazendo que se distraiam e fiquem como que cegos e surdos diante da realidade, virando marionetes. Surge então a necessidade de utilizar as redes sociais para levar o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo que se faz presente nessa terra, vivo, na Sã Doutrina de sua Igreja que é Una, Santa, Católica e Apostólica.

Evangelizando e fazendo uso dos meios de comunicação como nos mostra necessário o Decreto Inter Mirifica, sobre os meios de comunicação social:

“A Igreja católica, fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo para levar a salvação a todos os homens, e por isso mesmo obrigada a evangelizar, considera seu dever pregar a mensagem de salvação, servindo-se dos meios de comunicação social, e ensina aos homens a usar rectamente estes meios.” (3)



Por meio do site cveritatis.com.br pretendemos atender o chamado ao Apostolado Leigo, presente no Decreto Apostolicam Actuositatem do Concílio Vaticano II:

“A todos os fiéis incumbe, portanto, o glorioso encargo de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens em toda a terra.” (3 §3) “A obra redentora de Cristo, que por natureza visa salvar os homens, compreende também a restauração de toda a ordem temporal. Daí que a missão da Igreja consiste não só em levar aos homens a mensagem e a graça de Cristo, mas também em penetrar e atuar com o espírito do Evangelho as realidades temporais. Por este motivo, os leigos, realizando esta missão da Igreja, exercem o seu apostolado tanto na Igreja como no mundo, tanto na ordem espiritual como na temporal. Estas ordens, embora distintas, estão de tal modo unidas no único desígnio divino que o próprio Deus pretende reintegrar, em Cristo, o universo inteiro, numa nova criatura, dum modo incoativo na terra, plenamente no último dia. O leigo, que é simultaneamente fiel e cidadão, deve sempre guiar-se, em ambas as ordens, por uma única consciência, a cristã.”(5)



Tudo isso para que a Verdade, que é Jesus Cristo, chegue a todos os fieis, irmãos afastados e não crentes, para que assim, tenham a possibilidade de se juntar a nós nessa luta contra o pecado e em busca do Reino de Deus e de Sua Justiça. 

Ad maiorem Dei gloriam!